16 maio 2019

Patrimônio cultural baiano é destaque em congresso das Misericórdias na China

Nesta quinta-feira, dia 16, o provedor da Santa Casa da Bahia, Roberto Sá Menezes, apresentou o patrimônio cultural da instituição baiana, durante o XII Congresso da Confederação Internacional das Misericórdias, em Macau, China. Na oportunidade, ele destacou a importância do Museu da Misericórdia, do Centro de Memória Jorge Calmon e do Circuito Cultural Campo Santo, mantidos pela Santa Casa da Bahia, em Salvador. A preservação dos espaços e a atuação do poder público e privado, através de Leis de Incentivo, também foram abordados durante a palestra.

“Temos muitos desafios na área cultural, sobretudo pelo pouco apoio que recebemos para manutenção e restauração, mas preservar este patrimônio sempre foi uma missão da Santa Casa da Bahia. Já são 470 anos de dedicação à nossa cidade, e é por isso que estamos aqui, sendo reconhecidos internacionalmente pelo trabalho que vem sendo realizado”, declara emocionado Roberto Sá Menezes.

A programação do Congresso, que reúne as Santas Casas de países como Brasil, Angola, França, Macau, Itália e Portugal, segue até próximo sábado, dia 18, com uma extensa programação de interação entre as instituições, além de ações comemorativas pelos 450 anos da Santa Casa de Macau.